Vou ser escritor

(↓ 6 fotos ↓)

Tinha tantas ideias que se atropelavam umas às outras para ver qual delas se enfiava primeiro na gaveta onde as esquecia.

Decidia vezes sem conta que agora é que era.

Gastei-me mal gasto, pensei que ia descobrir um novo começo. Isso bastava para despertar sobressaltado de sonhos complexos com personagens ricas em cenários compostos e valores humanitaristas.

Sempre fui grande a sonhar.

Andei este tempo todo como os pombos na Praça du Bocage à procura de milho. Descobri tarde que o milho não nasce na calçada portuguesa.

A ideia de me vender foi estranha. Imaginei sempre que seria individual e nunca mercadoria humana.

Pus-me a observar um grupo de pombos e percebi que:

“Nunca me levei muito a sério. Vou ser escritor.”

pombos-03 pombos-01 pombos-05 pombos-02 pombos-06 pombos-04

 

 

19 responses to “Vou ser escritor

  1. Adorei!
    “Decidia vezes sem conta que agora é que era.”
    Qual escritor não passou por isso, investindo num texto que no dia seguinte à epifania, não se sustentava? Voltava à gaveta…
    Muito bom!
    E as fotos são lindíssimas. Parabéns.
    Abraços
    Célia

    • Esse pombo voa para outra história. Está neste momento no alpendre da casa do Mestre Pequeno a ouvir desabafos sentidos que nos levam até África. Se quiser vê-lo viste o “Cemitério dos Barcos”, mas não faça barulho ao entrar senão ele foge.

      Um Abraço

  2. … o milho, o milho… este milho que falamos para poder ser colhido, antes tem de ser semeado, nunca em qualquer chão, sempre em terra fértil, bem preparada, pacientemente regada na sorte dos dias. Depois no sol certo, generoso e nunca severo, surge em verde esperança aquele tímido rasgo de folhas que carinhosamente nos traz (à) vida. Pareçe um milagre não é!?
    Que bom que te lembraste de procurar terra fértil para puderes semear alguns grãos. Pelo menos o sol, esse pudemos contar com ele todos os dias.

  3. Pingback: as coisas que eu encontro por aí: as fotos do homemdoaponta… | a tecedeira de palavras·

  4. Pingback: as coisas que eu encontro por aí: as fotos do homemdoaponta… | life, piecemeal & (un)edited·

Deixa o teu comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s