Setúbal, a Baixa

( ↓ 33 fotos ↓ )

O senhor de gabardine foge da berma da estrada em pânico; os carros passam velozes pelos buracos cheios de água, formando autênticas ondas que molham os mais distraídos. Eles bem gesticulam, mas acabam por afogar-se em segundos.

Os automobilistas entreolham-se ferozmente, todos procuram um lugar para estacionar junto à Baixa de Setúbal. Os pés nos pedais revezam-se com perícia entre o travão-embraiagem-acelarador em simultâneo; os condutores, com esporas como as botas de cowboys, mascam tabaco húmido que cospem para cima do tejadilho dos adversários que desesperam em olhares deprimidos em busca de um lugar para estacionar.

Estaciono.

Entro pela Baixa e pedem-me esmola; caminho pela rua principal e dou de caras com um padre – lembro-me de ouvir as suas missas em criança – numa ourivesaria à espera que terminem o embrulho. Detenho-me e finjo observar a montra ao lado. Estão na mesma: os padres, as montras e as esmolas…

Gritam: – É pá! –  olho e encontro um amigo de infância que capturou-me enquanto me escondia no outro lado da máquina fotográfica à procura de pormenores. – Vou ser pai! – não cabe em si de felicidade e trata-me com a pureza e sinceridade das amizades eternas. Abraço e duas valentes palmadas nas costas.

Observo as roupas escuras que as pessoas vestem, misturando-se na perfeição com as expressões de incerteza, cansaço e descrença que personificam.

Tento aligeirar esta constatação abrindo mais os olhos e sobretudo a alma. Encontro um gato a dormir ao Sol e fico uns cinco minutos a partilhar a serenidade do seu sono com os pombos e uma Senhora Varredora de Rua que meteu conversa. Disse-me que o lixo que está espalhado pelo chão foram os gatos que nos rodeiam a miar como quem pede miminhos.

Passeamos e vivemos, cada um à sua maneira, na Baixa de Setúbal.

setubal-baixa-nova-1 setubal-baixa-nova-2 setubal-baixa-nova-3 setubal-baixa-nova-4 setubal-baixa-nova-5 setubal-baixa-nova-6 setubal-baixa-nova-7 setubal-baixa-nova-8 setubal-baixa-nova-9 setubal-baixa-nova-10 setubal-baixa-nova-11 setubal-baixa-nova-14 setubal-baixa-nova-15 setubal-baixa-nova-16 setubal-baixa-nova-17 setubal-baixa-nova-19 setubal-baixa-nova-20 setubal-baixa-nova-21 setubal-baixa-nova-22 setubal-baixa-nova-23 setubal-baixa-nova-24 setubal-baixa-nova-25 setubal-baixa-nova-27 setubal-baixa-nova-28 setubal-baixa-nova-29 setubal-baixa-nova-30 setubal-baixa-nova-31 setubal-baixa-nova-32 setubal-baixa-nova-33 setubal-baixa-nova-34

10 responses to “Setúbal, a Baixa

  1. Descreves as ruas da baixa como quem revisita locais de outros tempos, sítios onde o tempo parece ter parado. E é por isso que sabe bem por lá andar. Essas ruas fazem parte de nós.

  2. Setúbal é um lugar bonito! Gostei do texto – ainda mais das fotografias. Excelente grafite, o do pássaro! Uma cidade é mais cidade com pombos, mais paz e harmonia com gatos, mais alma e tradição com azulejos e repórteres assim. Bom trabalho!

  3. É esta a Baixa de Setúbal que recordo. E que, pelos vistos, está igual.Mas há um fosso entre o texto e as fotos. No texto é-nos dada uma baixa habitada, nas fotos parece-me que estamos num daqueles filmes em que algo de apocalíptico aconteceu… Deixo o desafio de no-la dar com gente, sentindo o riso das crianças. ou é sonho meu?

    • Boa Tarde Clara,

      o texto e as fotos são o registo fiel do prazer que a sinceridade dá.

      Se quiser ver o sorriso de uma criança cheia de esperança, que aponta a realidade como ela é, na esperança que nos possamos libertar do apocalipse que imagina, e bem, então temos de nos conhecer pessoalmente, Clara.

      Tenho a força e o sorriso das crianças.

      Abraço e bem haja.

  4. A “nossa” baixa… Tantas vezes desvalorizada por meras passadas boémias. Ponto de passagem maltratado por vezes. A “nossa” baixa talvez seja como as nossas vidas. Só damos valor o devido valor depois da dor,

    • Oi Vêronica boa tarde,

      fico feliz que tenha gostado! Espero pela sua visita e comentário em outros posts que considere interessantes.

      Um forte abraço de Setúbal, Portugal

Deixa o teu comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s