As mães, as mulheres, os bem-me-queres

Sabes amor,

Vejo-te respirar enquanto dormes e experimentas expressões humanas nessa tua face rosadinha e lisa. Estamos os dois junto à janela, tu no berço, eu no sofá. As gaivotas vivem no topo do edifício das Finanças nas traseiras da nossa casa, cantam freneticamente para que o vizinho que pesca à cana lhes jogue o banquete orgânico pela janela, poupando o caixote do lixo. Elas gralham tanto que, o pai, enfeitiçado pelo seu canto e pela tua serena moleza, embarca numa manhã de memórias e levo-te de mão dada a voar até ao dia do teu nascimento.

Vês amor, podemos voar.

4 de Abril de 2014, 14h47. Sobe comigo: 2º andar, Bloco de Partos, segue por esse corredor. Sim, vira aí, quarto nº5. Entra devagarinho que a mãe já está em trabalho de parto. Senta-te ao colo do pai e presta atenção, fazes as perguntas quando fores mais velhinha.

Olha a mãe, amor,

Vê como ela te quer ter, como se esforça, como anseia ver-te viva nos seus braços. Cada grito seu faz corar a Natureza. Se as nuvens têm a habilidade de criar a harmoniosa geometria do floco de neve, ela tem o condão de dar vida moldando-nos no ventre, mais próximo de ser celeste que ser um útero. Vês as suas mãos, quase rasgam os lençóis. E o suor a cair-lhe pelo peito vindo das fontes? Qual nascente, não é? Quando pensas que ela desistiu, lá vem uma força renovada.

Aquele ali ao seu lado boquiaberto sou eu.

Impotente e fascinando em simultâneo a viver embriagado nesta explosão que nos gela e comprime para um canto inexplorado da alma, o esconderijo guardado instintivamente para estes momentos. Estás quase a nascer e… o sorriso das enfermeiras anunciam-te de olhos cerrados e vontade de dizer sim!, chorando. Olhas para mim e digo-te baixinho lavado em lágrimas enquanto sentes o calor do colo da mãe que te abraça forte: – és tão linda!

Cortei o vosso cordão umbilical a tremer de felicidade pela inauguração.

Lavaram-te e vestiram-te comigo a supervisionar cada passo por cima do ombro de cada uma delas: sim, como podes ver, foi uma equipa de mulheres parteiras, enfermeiras e auxiliares. Só mulheres.

Depois, observa,

Aceitei-te como a coroa que me tornou rei, o troféu merecido que me qualificou Homem e Pai. São os minutos que resumem as nossas vidas e ao ver-te, conheci-me finalmente.

Amor, doravante,

Sempre que me lembrar deste dia – todos os dias –, estarei dentro da impenetrável fortaleza onde o meu corpo, certamente, degradando-se com a idade, terá uma sala numa torre amuralhada com vista para um nascer do sol lá longe onde o mar abriga outras gaivotas que gralham e a memória dessa face serena e da respiração doce com um coraçãozinho a bater contra o peito do pai que, finalmente, ganhando-te, venci, vencemos.

Cresce. Estou à espera das perguntas.

Para terminar, para ti que serás mulher, para a tua mãe e para a minha em especial, para todas em geral, para aquelas que não foram mães, mas que amando criaram e cuidaram de homens e mulheres, um muito obrigado por terem gerado no vosso ventre toda a Humanidade que nos antecedeu e certamente precederá.

Se as mulheres são flores, então: bem-me-quer, bem-me-quer, bem-me-quer, bem-me-quer, bem-me-quer…

Advertisements

7 responses to “As mães, as mulheres, os bem-me-queres

  1. Lindo!!!Ao ler as tuas palavras parece que estava lá, mesmo ao lado, a ver o vossa pequena Princesa chegar…adorei!!! Beijinhos para todos

  2. PARABÉNS,…
    às tuas mães, às tuas mulheres, aos teus bem-me-queres,
    mas para ti, agora em especial, PARABÉNS,
    também pela maneira tão feliz que encontras de eternizar um momento e com isso partilhar com todos esta belíssima mensagem.

    … tomei a liberdade de também ficar com um pouco dessa felicidade no meu coração.

    Aquele Abraço

  3. Pingback: Dia da Mãe | Wear u Out·

Deixa o teu comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s