Aponta bem é…

Pensar, fotografar, desenhar e sobretudo escrever.

APONTA BEM é um espaço criativo para o capital humano, ponto de partida para criar outros pontos de vista.

Uma partilha onde estão registadas habilitações e experiências. Tudo o que se faz e está por ser feito.

Os textos e imagens apresentados neste site são autênticos e únicos. São o trabalho que me dá.

(Lisboa, 3 de Abril de 1985)

Foi só a Lisboa nascer de cesariana. Dividiu a infância e juventude entre a morena Setúbal e a praia do Portinho da Arrábida. Tempos maravilhosos.

Estudou em Lisboa e Barcelona, onde concluiu a Licenciatura em Design de Comunicação.

Foi de resto em Barcelona que se deu o segundo nascimento, precisamente a 13 de Setembro de 2006 quando o avião aterrou.

Viveu 6 meses em Sarrià, bairro periférico da cidade e mudou-se posteriormente para o Bairro Gótico. Voltou em 2008 para Portugal.

Foi na estreiteza das ruas de Barcelona que compreendeu a infinita largura do Mundo. Embateu numa dessas esquinas consigo próprio e descobriu novos horizontes.

Já fez de tudo um pouco: bagageiro, designer, entrega de medicamentos urgentes, ajudante a bordo do barco Mullus Surmuletus, mariscador no Vale do Tejo e recepcionista. Nunca roubou.

As suas armas: lápis, caneta, Moleskine, Photoshop, Illustrator, InDesign, máquina fotográfica e, acima de tudo, cinco sentidos calibrados.

Veja o conteúdo do blog e deixe o seu comentário ou envie email.

Aponta bem © Por prazer.

14 responses to “Aponta bem é…

  1. Olá!
    Hoje, pela primeira vez, entrei neste blog e gosto, gosto mesmo muito do que estou a ver e a ler. Não foi por acaso: recebi, via mail a informação que seguia a palavra aromática. No meio de tanto ruido, é bom descansar os olhos ,sorrir ou ficar a derreter alguns posters na boca,

    • Olá, seja bem-vinda.

      Esteja à-vontade. Aqui, não havendo de tudo, pode sempre encontrar: honestidade, simplicidade e prazer. Este espaço é seu também.
      Conto com os seus comentários para crescer letra após letra, com a mesma alegria das crianças a apanharem bolhas de sabão.

      Fico ansioso por ler o seu comentário ao texto: Desaparecido

      Porque no Aponta é assim, Obrigado.

  2. após a movimentação pela “floresta do Aponta” inevitável passar e não deixar nova pégada… ;))
    parabéns por este “espaço” criativo mas sobre tudo activo, onde a tua partilha inspira, e com as tuas armas desarmas os olhares mais curiosos ;))

    • Falar de um só Mundo é ignorar os biliões que nele coabitam.
      Quando duas dimensões se encontram, uma admira, a outra agradece e assim continuamos a fazer o que realmente gostamos, verdade?

      Obrigada Patrícia.

  3. Amigo João Tiago. Sou o Manuel Braz, que o conhece desde que nasceu. Acabo de falar com o seu pai pelo telefone e, só agora soube de duas notícias, uma boa e outra má (é a vida!): o falecimento do seu avô, de quem fui muito amigo, e a existência da sua menina. Como o tempo passa! Gostei do seu blogue e da apresentação que faz de si: concisa, despretensiosa e autêntica.
    Vou voltar mais vezes.
    Um grande abraço.

    • O meu educador de praia, parte da minha coluna vertebral como Homem. Não imagina como o admiro e respeito. Faz algum tempo que não escrevo no blog. Agora dedico-me a contemplar a minha filha, aproveitar cada instante do seu sorriso. Já esgotei a obra de Italo Calvino e estou a apaixonar-me por Paul Auster. Espero ter uma oportunidade para estar consigo pessoalmente e dar-lhe um abraço, um obrigado. Tenho saudades suas.

  4. O ZECA DA ARRÁBIDA

    Só agora soube do falecimento do Senhor José Torres, o “Zeca da Arrábida” como todos os seus Amigos o conhecíamos.
    Pode dizer-se que sempre esteve ali, no Portinho; primeiro, ainda adolescente, como empregado da concessionária da praia de banhos, que nesse tempo ocupava o espaço entre o Bate-Mar e a casa do salva-vidas. Para lá deste, só se aventuravam os casalinhos que queriam esconder o seu amor entre as muitas possibilidades de dissimulação, que os arbustos da falda da serra lhes proporcionavam. Mais tarde, já era o concessionário de toda a praia, através da sua sociedade SEBEMAR.
    Com o seu desaparecimento, o Portinho da Arrábida ficou mais pobre; perdeu uma das suas referências e um dos seus pilares.
    Fico a dever-lhe dezenas de anos de amizade e de tratamento diferenciado.
    Não vou esquecê-lo e, como eu, muitos dos seus amigos.
    Aqui fica esta modesta homenagem a um Amigo que partiu.

  5. Meu Caro João Tiago
    Fiquei lisonjeado com as suas palavras excessivas que nitidamente não mereço, mas congratulo-me pelo facto de as nossas conversas de praia lhe terem sido úteis, como um jovem inteligente e interessado que sempre vi em si.
    Um grande abraço, mais uma vez muitos parabéns pela sua menina, e boas-vindas ao “clube dos pais”.

  6. Gostei particularmente do “Mullus Surmuletus”… Aliás… foram hoje ao almoço… Um abraço da tripulação do “Orca”…

Deixa o teu comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s