Setúbal, Bairro Tróino

( ↓ 19 fotos ↓ )

Como é bom regressar aos sítios onde crescemos.

O Bairro Tróino e a Fonte Nova guardam ruas estreitas com pombos por todo o lado; quem passa pelas suas ruas, facilmente escuta vindo do interior das casas, todas elas com uma janela aberta: o som da rádio, ou um cd de fado, a televisão a dar os programas da manhã que fazem companhia a velhotas que cuidam dos netos ou gente que, não tendo já ninguém para cuidar, amacia a solidão nas portas de inox a ver quem passa, se é de lá ou não, se tem uma amante, se foi às compras, mais gordo, mais magro, filho de fulano tal, está crescido o sacana!

Sente-se melancolia por todo o lado, embora uma vez ou outra sejamos surpreendidos por prédios coloridos ou animais em varandas. Verdura viva.

A casa onde cresci fica na separação do Bairro Tróino com o Bairro do Viso, foi por estas ruas que joguei à bola, que fui fazer os mandados à minha mãe que se chateava por ver-me chegar com a roupa suja, os cotovelos arranhados e a cabeça partida; ou quando o meu pai nos chamava com o seu assobio, sinalizando o fim da brincadeira sendo hora de ir para casa. Nós chegávamos a correr para o abraçar suados de brincar à apanhada e às escondidas; era um bairro cheio de crianças…

Agora, numa beleza diferente, passeio pelo envelhecimento de uma comunidade castiça que terá como túmulo a casa onde sempre viveu e amou.

Este é o meu bairro e parte de mim é ele também.

setubal-troino-1 setubal-troino-2 setubal-troino-3 setubal-troino-4 setubal-troino-5 setubal-troino-6 setubal-troino-7 setubal-troino-8 setubal-troino-9 setubal-troino-10 setubal-troino-11 setubal-troino-12 setubal-troino-13 setubal-troino-14 setubal-troino-15 setubal-troino-16 setubal-troino-17 setubal-troino-18 setubal-troino-19

14 responses to “Setúbal, Bairro Tróino

  1. Gosto muito destas fotos. Capturam pedaços de vida, partes de um dia igual a tantos outros mas, ao mesmo tempo, diferente. Essa cidade não é minha. No entanto, tem já um lugar em mim.

  2. É tão bom regressarmos onde fomos felizes!
    Pena que com o tempo, o que de bom há tende a evaporar-se…
    Assim permaneço, não em relação onde nasci e cresci mas onde pela primeira vez dei aulas, no 1º e 3º anos de serviço: a belíssima vila de Manteigas.

  3. A primeira foto acho-a mesmo boa, bem apanhada. Conhece Atget? Para tirar fotos de ruas só se pode tirá-las depois de ter visto todas as fotos de Atget. Quanto ao texto e à lógica discursiva da frase, o narrador aparecia usualmente de cabeça partida. Hoje é assim também?

    • Aquase, muito obrigado por me ter apresentado Atget.

      O que você intitula como “fotos de rua” são somente um aglomerado de pixels coloridos em RGB sem pretensões de imitação, inovação ou vaidade intelectual. Não vou esperar que a vida de alguém tenha valido a pena para calcorrear a minha. Não vou esperar pelo arremesso de pedras para partir a cabeça.

      Um abraço

  4. :-D
    Homendoaponta, homem de cabeça inteira e pedra certeira, nomeei o Aponta Bem para um ‘blog award’ (aí está, o mistério desvendado). A explicação está no meu blogue em inglês, *the word weaver. Chame por ajuda se precisar. Espero que aceite.
    [ou talvez nós portugazitos devessemos começar o nosso próprio ‘gostinho especial’…? lolol]
    Um abraço do meu blogue para o seu, Nina.

    • Olá Nina,

      faz tempo que não passeava no meu jardim apontabem. Vim regar as plantas e colher amoras. Também escrevi o “DESAPARECIDO”, ja leu?

      Forte abraço

      • Olá! Eu dei pela falta… E sim, li, mas de corrida, e achei tão gostoso que marquei para voltar a saborear, com mais tempo. Acho que a partir de agora nunca mais olharei uma ‘bica’ da mesma maneira…
        Como vão as coisas por esse jardim a beira mar plantado…? Espero que bem.
        Amanhã ou coisa, com mais tempo, assim que voltar a ler, logo digo mais alguma coisa, ‘tá bem?
        Um abraço de volta.

  5. EXATO! Eu me sinto exatamente assim quando retorno a minha cidade no interior de Minas Gerais, a qual tem peculiaridades semelhantes as descritas aqui! Fotos perfeitas. Ótimo timing demonstrado na foto em que se pode ver uma senhora ao fundo do corredor!

    Um abraço.

Deixa o teu comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s